Liverpool 4 – A tradição já não é o que era

by - 06:55

























Antes de deixarmos a musical Liverpool, um último olhar sobre a cidade, mais precisamente sobre a Hope Street. O que tem esta rua de especial? Uma catedral em cada ponta.

De um lado, a Catedral Anglicana, um belo monumento do início do século XX, com a arquitectura revivalista gótica assinada por Giles Gilbert Scott, que ficou igualmente célebre pelo design das cabines telefónicas inglesas (aquelas vermelhas, que estão por todo o lado).


Giles Scott foi o pai das phone boxes e da Catedral Anglicana de Liverpool.



No outro extremo, a moderna Catedral Metropolitana de Liverpool, ao serviço da comunidade católica. Gostei deste ecumenismo: aliás, um arcebispo católico participou na cerimónia de consagração da Catedral Anglicana, em 1978, onde a rainha Isabel II esteve também.

Este segundo templo tem uma arquitectura bastante arrojada, uma espécie de vulcão em betão e vidro, que recorda uma outra igreja a meio mundo de distância: a Catedral Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro.





Copyright da imagem à direita - www.catedral.com.br



Mas o memorável destas duas catedrais inglesas não está na sua arquitectura, tampouco na sã convivência entre duas comunidades religiosas que motiva uma espécie de guerra civil não muito longe dali (a Irlanda fica a algumas centenas de milhas). O que é mesmo, mesmo, significativo é a utilização do espaço



Uma exposição na Catedral Anglicana.


Os dois templos acolhem concertos, exposições, seminários, jantares comemorativos e eventos artísticos de vária ordem, tal como uma mostra de desenho e artesanato, no dia em que visitamos a Catedral Anglicana. No seu interior, os turistas dispõem de um café e de uma loja de recordações (loja online aqui).


Uma vez por ano, do outro lado da Hope Street, a cripta da Catedral Metropolitana é palco de... (tambores…. imaginem lá…) um festival de cerveja!!! O Camra Beer Festival realiza-se desde 1989 e promove cerca de 200 tipos de cerveja, cidra e outras bebidas espirituosas. Achei incrível.



Um festival de cerveja anima anualmente a cripta da Catedral Metropolitana (esq.).  Nas ruínas da Igreja de St. Luke's (destruída durante a II Guerra Mundial) realizam-se festivais de cinema e outros eventos culturais.




Infelizmente não encontrei fotos na internet. Se alguém tiver, não deixe de mas enviar. E com cerveja deixamos a ilha de Sua Majestade, até porque o sol se dignou a brilhar no último dia da nossa visita.

Quatro igrejas diferentes, com calendários interessantes. Votem na vossa favorita :)



You May Also Like

7 comentários

  1. Que lindas fotos e passeio,não?Gostei da anglicana e da St.Lukes.

    beijos,tudo de bom,obrigado pelo carinho. Lindo fim de semana!chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Escolheu as duas mais tradicionais. Na Igreja de St Luke's é significativo terem mantido a parte queimada, como memorial às vítimas da II Guerra Mundial, e ainda assim utilizarem o espaço para fins culturais.

      Agradeço igualmente o carinho Chicca. Adoro as suas sementinhas.
      Beijinhi

      Eliminar
  2. Alguem falou em cerveja.....

    Cá está um pequeno encontro de amigos para discutir, saboreando, as subtilezas de diferentes cevejas.... ate certo ponto. Depois até água com gás sabe ao mesmo...lol

    http://birkonian.blogspot.pt/2011/02/thought-from-liverpool-beer-festival.html

    http://cerveza-artesanal-catalunya.blogspot.pt/2012/03/el-liverpool-beer-festival-en-imagenes.html

    ResponderEliminar
  3. Ah, como eu adorava lá ir!!! Ficaste muito bem na primeira foto!
    Beijinhos e boa semana!
    Madalena

    ResponderEliminar
  4. Manel, muito obrigada. Descobriste os blogs porque és um geek informático, ou porque adoras cerveja? Se calhar os dois... beijinho

    Madalena, apesar do cabelo todo despenteado e do fundo cinzento do céu (o clima britânico não foi nada amigo do look), gostei desta fotografia, do enquadramento, do não ser óbvia. Fico feliz que gostaste também. Boa semana e boas receitas ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ;) É mais ou menos por ai...Sempre tive um jeitinho para encontrar coisas que não tenha sido eu a perder (Ou que n estejam realmente perdidas) assim tipo um faro. E como a conversa mete cerveja, cheirou-me...lol

      beijo

      Eliminar
  5. Que passeio lindo!
    E que lindas fotos também!
    Adorei!

    ResponderEliminar

«Viajar torna uma pessoa modesta – vê-se como é pequeno o lugar que ocupamos no mundo.» (Gustave Flaubert)

Obrigada por ler as minhas aventuras e ainda gastar um momento para comentar. A sua presença é muito importante para mim. Um abraço e até breve!