Ho, ho, ho

by - 14:49


Papai Noel ou Pai Natal? Bacalhau ou churrasco? Cachecol ou biquíni? Depende do hemisfério

Hoje vou recuperar o espírito do Natal passado, dar umas pinceladas no Natal presente e talvez sonhar um pouco com o Natal futuro, bem ao jeito de Dickens.

O Pedrinho em Dezembro de 2011.


No ano passado, passei o Natal no Brasil e isso fez toda a diferença! Acampei com a família (no Camping das Pedras, em Itu), dei longos passeios a cavalo, fizemos um jogo de futebol de solteiros contra casados, vesti o biquíni e mergulhei na piscina para me refrescar.

A Consoada, ao ar livre, fez-se de carnes grelhadas, saladas, e doces também. Aliás, ensaiei umas rabanadas remotamente parecidas com as portuguesas, porque o pão de bolhinha que usamos na receita não existe lá, o açúcar mais usado é praticamente em pó (ao invés do nosso cristalizado) e até o óleo para fritar tem um sabor diferente.







Os nossos primos foram carregados de panetones, bolos herdados da tradição italiana e que estão por todo o lado, nas padarias e supermercados e que se oferecem aos conhecidos em vez dos nossos tradicionais Ferreros Rocher (os chocolates lá são um pouco diferentes, menos cremosos, para resistirem melhor ao calor).


Cantamos canções de Natal à luz das estrelas, de manga curta mas com a mesma alegria no coração, brincamos ao amigo secreto e demos muitas gargalhadas.



O Pedrinho em Dezembro de 2012.


Este ano volto ao Natal tipicamente português, com frio, lareira acesa e agasalhos. Na ceia de Natal terei o tradicional bacalhau cozido com couves e batatas, por quem não morro de amores, mas que até me sabe bem, só porque é Natal.

Como estarei em casa dos sogros, sentirei falta dos doces da minha mãe: as verdadeiras rabanadas, os sonhos de abóbora, o pão-de-ló com queijo, o tronco de Natal (ou rocombole) e, sobretudo, os mexidos, um doce típico do Minho que apesar do aspecto estranho é simplesmente ma-ra-vi-lho-so.

Perto da meia noite, se as crianças aguentarem até essa hora, as prendas (presentes para os falantes do Brasil) que estão junto da árvore de Natal serão distribuídas. 


Os mexidos de Natal, tradicionais no Norte de Portugal, sobretudo no Minho.


Em 2013, se os Maias erraram e o mundo não acabar, quem sabe onde estarei nesta quadra festiva? Talvez em Paris, feliz com o rosto do meu filho perante a magia da Disney, que é ainda mais deslumbrante nesta altura do ano.

Gostava muito de visitar a Suécia, que tem tradições belíssimas em honra de Santa Lúcia, a rainha da luz, com as meninas vestidas de branco e coroas de folhas na cabeça, onde poderia beber "glögg", um vinho quente com especiarias, onde se juntam pinhões e passas. O problema é que na Suécia faz ainda mais frio do que em Portugal.


Tradições da Suécia.
Portanto, peço ao espírito do Natal futuro que me leve até um país quente (porque não em África?!) onde poderei enfeitar uma palmeira, ao invés do pinheiro. A alegria será a mesma, desde que esteja com o meu marido e o meu pequeno companheiro de aventuras. Porque Natal só tem significado se for em família.




You May Also Like

22 comentários

  1. Eu confesso que não acho muita piada ao calor nesta quadra, e tenho saudades das ruas frias e iluminadas! Mas espero em breve ter tudo isso, as migas de bacalhau da mãe :)) e a companhia do mano, do sobrinho e da cunhada! eheheh
    Bjs!!!

    http://hiimab.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também senti um pouco a falta das ruas iluminadas e com música, mas este ano como não estou em Guimarães também não tenho nada disso. Aliás, por causa da crise, a maior parte das cidades fez cortes radicais nessa matéria.

      Até breve, o frio cá te espera cunhada :)

      Eliminar
  2. Nossa o Pedrinho foi de um extremo ao outro literalmente rs!
    Confesso que amo calor, então eu fico com o Natal aqui no Brasil com o famoso perú, cheester, tender e por ai vai rs!!
    Mas esse ano passarei nos EUA então estará frio kkk :D
    Beijos

    lolaporlola.blogspot.com

    Instagram: stephanieparizi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prepara os cachecóis, gorros e luvas, Té. Mas deve ser lindo toda aquela decoração junto do Reckefeller Center, com a pista de gelo e tudo.... posta fotos depois.
      Beijos, mil, minha querida

      Eliminar
  3. Com calor ou com frio o que importa é a família estar junta e ter o NATAL, aquele verdadeiro, no coração. Lindas fotos e desde já, desejo que aproveites bem por lá e tenhas um lindo e abençoado NATAL!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada querida amiga, um Natal brilhante para a Chica, filhos, netos e tantos amigos (reais e virtuais) que não passam sem a sua companhia.
      Um abraço caloroso

      Eliminar
  4. Ruthia querida, nessa época fico mais emotiva, mais sensível...além do Natal que eu amo demais, tem meu aniversário, no dia 24!!! Portanto, me fizestes chorar de tão lindo esse teu post....
    Peço, há 51 anos, ao Papai Noel, que nos leve para um Natal ou nos USA, ou na Europa, onde eu possa ter o Natal que sempre sonhei, com neve, lareira, coro de carols. lindas vitrines decoradas, cidades brilhantes... muita música estilo Christmas Song, ou Have yourself a merry little Christmas, ou Last Christmas... onde, nas ruas eu escute as lindas melodias de Natal tocas nas lojas, cantaroladas pelo povo...
    Vivi uma 'imitação' disso ao visitar a cidade de Gramado, onde assisti ao desfile de Natal...lá, as melodias natalinas tocam por todas as ruas...a neve artificial cai em nossas cabeças... faz um leve frescor à noite - a temperatura baixa para 18 graus (se bem que teve um ano que peguei 10 graus, uma delícia)...Pareço criança, de olhos esbugalhados, assistindo ao desfile, esperando ansiosa o Papai Noel em seu imenso trenó a nos saudar...e choro de emoção.. é lindo..se um dia vieres para cá, te aconselho a visitar e assistir ao espetáculo!
    Bjs querida amiga, te desejando ótima semana
    tititi da dri

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida, agora quem se comoveu fui eu. Somos parecidas, os canais do coração estão directamente ligados aos olhos e lindas lágrimas formam-se, às vezes nos momentos mais inapropriados...
      Desejo que vivas esta quadra com toda essa alegria de criança, com muita luz e paz no coração.
      E um dia ainda terás neve no Natal.
      Beijinho e uma doce semana

      Eliminar
  5. Sorte minha, "cair" aqui neste espaço delicioso. Visitei o Café História, no "facebook", fui lendo e clicado até que...Vou me instalar e hei de voltar. Gostei, viu?
    Um abraço, do Brasil,
    da Lúcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seja muito bem vinda Lúcia. Tenho várias amigas, reais e virtuais do Brasil, que sempre me acompanham nestas deambulações. Espero que se sinta "em casa" aqui n'O Berço.
      Abraço

      Eliminar
  6. Passei por aqui, por este teu cantinho, e vejo novidades! lindas postagens no teu blog.
    Parabéns pela constante actualização.
    Um Santo e feliz Natal.
    Um abraço cá do Algarve.
    http://umraiodeluzefezseluz.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho António. Nem sempre com o tempo que gostaria de dedicar ao blog mas lá se vão pondo umas coisas :) Gosto de o ver por cá.
      Um Feliz Natal para si e para os seus também
      Um abraço desde Pinhel (está frio como tudo no interior do país)!!

      Eliminar
  7. Natal em família.. .tudo de bom!

    Amaria ver fotos do Natal de 2013 de vc e sua família. Imagina na Africa, que bacana!
    Ficamos combinadas assim: 2012 não vai acabar o mundo e 2013 vc nos mostra as fotos do Natal na África! Pronto!

    Beijos, querida!

    ResponderEliminar
  8. Querida amiga,

    A minha mãe mora em Berlin e provavelmente, ano que vem, passarei com ela.
    Vou curti-la e o frio com direito a neve. Ela está muito idosa.

    Desejo a você, sua família, amigos e nossos amigos virtuais toda a felicidade. Que 2013 traga os resultados de nossos projetos e sonhos.
    Quanto aos maias, bom, vamos pensar positivamente.

    PAZ

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada por tão lindos votos querida Sissym. Vamos pensar positivamente sim, esses maias não seriam tão avançados como se apregoa :)
      Uma quadra cheia de magia, para si e para os seus (incluindo a sua pequenina, com que idade ela está?)
      Beijinho

      Eliminar
  9. E que bom seria
    "Se o Natal não fosse um dia
    E se as mães fossem Maria
    E se os pais fossem José
    E se os filhos parecessem
    Com Jesus de Nazaré"

    Um santo e feliz Natal
    e um Novo ano cheio de todos esses presentes que mais desejar.

    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Olá Ruthia!
    Meus natais sempre passei aqui no sul do Brasil, com calor e tudo rsrs
    Mas acho que iria curtir passar um típico natal com neve...
    Adorei ver o teu pequeno no trenó!
    beijinhos e Feliz Natal!

    ResponderEliminar
  11. Ruthia, como sempre adorei. Bom demais, ler e recordar com você momentos que passamos juntos. Vou te dizer uma coisa. Este ano pegamos 40ºC, muito calor, muito sol e a noite uma chuvinha pra refrescar... ehehhhh. Espero que no ano que vêm você possa estar onde mais quiser, contando que esteja com saúde e como você mesmo disse com o maridão e o pequeno Pedrinho. Ah! agora se você quiser vir pra cá será uma honra recebê-los novamente. Até mais. beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rita, o Natal de 2011 foi inesquecível para nós. E, em tantas voltas que a vida dá, quem sabe não voltamos a comemorar essa quadra juntos no Brasil, em Portugal, ou em outro lado qualquer desse mundo maravilhoso :)
      Beijinho cheio de saudades

      Eliminar
  12. Amei conhecer um pouquinho da sua família,seu filho lindo :)
    Um feliz ano novo cheio de realizações pra você e toda família e que Deus abençoe a todos.

    beijinhos ;*

    http://noostillo.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Raíssa, obrigada pela sua visita e pelo comentário. Um feliz ano, cheio de saúde e de estilo, para você.
      Beijinho

      Eliminar

«Viajar torna uma pessoa modesta – vê-se como é pequeno o lugar que ocupamos no mundo.» (Gustave Flaubert)

Obrigada por ler as minhas aventuras e ainda gastar um momento para comentar. A sua presença é muito importante para mim. Um abraço e até breve!