Winter wonderland

by - 16:09



“A natureza não faz nada em vão” (Aristóteles – 384 a.C.)




Já não bastava chegar tarde e ainda vem aldrabado!? Sim, estou a falar deste primeiro post de 2014. Andamos por terras da Beira Alta, lugar de gente valente, cujas histórias de coragem perduram até aos nossos dias. Região com relevo, onde a Serra da Estrela – o ponto mais alto de Portugal continental, com quase 2000 metros – se ergue soberba, com a paisagem tranquila e invernosa.

Uma ou duas vezes por ano fazemos peregrinação à Serra, como tantos outros milhares de portugueses, sobretudo os que têm miúdos pequenos. Desencantamos gorros e luvas do fundo dos baús, tiramos o pó ao trenó e aí vamos nós, para provar que estamos vivos, fazer umas batalhas com bolas de neve, soltar gargalhadas enquanto o ar gelado entra nos pulmões e limpa a modorra da rotina







O mais empolgado é, escusado será dizer, o Pedrinho que grita de alegria enquanto seu “trenó Ferrari” - porque é vermelho e porque o pai empurra com muuuuita velocidade - desce a encosta da Torre! O rosto já está vermelho e as luvas encharcadas, mas pede sempre mais uma viagem e a sua alegria é tão barulhenta quanto útil: serve para todos os que estão no caminho o ouçam a um quilómetro e se desviem…

Mas afinal, onde é que está a aldrabice? Esta cabeça cansada esqueceu-se da máquina fotográfica no trabalho, portanto, as belas imagens da Serra da Estrela são do ano passado, excepto esta abaixo (captada com o telemóvel).





Sabores serranos

Quando as forças começam a faltar ao pequeno explorador e o frio a morder-nos os dedos dos pés, é tempo para a pausa do almoço, esperando que os sabores serranos aconcheguem a alma e o corpo gelado. Experimentamos um lugar novo – o Restaurante Cozinha d’Avó, no Clube de Campo da Covilhã – que se revelou uma agradável surpresa.

Tranquilo, com uma vista belíssima e um som ambiente no volume certo. Peço ajuda à Maria de Lourdes Modesto, que na sua bíblia gastronómica (Cozinha Tradicional Portuguesa), descreveu a honesta gastronomia local de uma forma exemplar:

Naquela mesa que volta e meia imagino representar a gastronomia de uma região ou província, coloco, com cuidado quase religioso, o queijo da serra (para meu gosto, o amanteigado, esbordando, gordo e planturoso, se se abre uma brecha na casca de marfim velho), dos melhores do mundo, sem sombra de lisonja ou exagerado nacionalismo…

Ao lado fazendo-lhe excelente acompanhamento, um encorpado líquido de requintado travor, colhido nas encostas do Entre-Dão e Mondego, fruto das apreciadas castas de Tourigo e de Creto-Mortágua: o chamado vinho do Dão, obrigatório em refeição onde o néctar maduro (branco ou tinto) seja rei.”


© Clube de Campo

O bacalhau na telha com migas e o ensopado de javali.
Parece-vos bem (apesar da má qualidade da imagem)?


Assim, de uma forma pouco adjectival e directa, para não causar água na boca, aviso que comi um bacalhau na telha com migas de couve e broa. O marido optou por um ensopado de javali servido numa panela de pão. Tudo regado com meio copo de vinho tinto da casa, de seu nome Almeida Garrett. Os motivos para beber este tinto abundam, mas bastava o seu nome literário para me convencer.

Para rematar a lauta refeição, apresentaram-nos um buffet de sobremesas que era um verdadeiro atentado: papas de carolo, tigelada, cheesecake, arroz doce, toucinho do céu, torta de laranja, fruta, doces caseiros para acompanhar o requeijão, o queijo da serra ou outros da mesma família, e até jeropiga. Juro que me arrependi mil vezes, perante tal espectáculo, de ter comido tantas batatas a murro!!!




Descongelados e prontos para mais umas escorregadelas na neve!



You May Also Like

26 comentários

  1. Noooooooooossa, quanto de lindo viram por lé e saborearam. Pena ter esquecido a máquina,mas mesmo assim, mostraste! Adorei! beijos praianos, tuuuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Ruthia,
    Desta vez esteve a pouquíssimos (meia dúzia) quilómetros do meu abrigo.
    Parece ter sido um dia em cheio, bem reconfortante. Há que fruir a vida, e o pequeno Pedro parece levar isso bem a sério. :)

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  3. OI querida Ruthia, sempre a nos levar a lugares interessantes, de uma maneira poética e linda.... ai que inveja, estávamos a 40º... hoje porém, amanheceu maravilhosamente frio - cerca de 25º - e chove uma garoa fina e gelada por aqui... uma pausa no calor, para nossa alegria, pois eu já nem sei mais me maquiar ou vestir de forma elegante - ou fashion - pois o calor foi tanto que a maquiagem escorria pelo rosto e a roupa colava no corpo, fazendo com que nós optássemos por apenas nos cobri com o que nos era mais fresquinho, ou seja bermudas e camisetas, e eu andava de cara lavada.... insuportável foram os dias desde antes do Natal!! Esperamos que agora o tempo amenize e voltemos a máxima de 30º...
    Guria, que mesa maravilhosa, e esse pão me deixou com água na boca!!
    Bjs, desejando que este 2014 sea um ano de muitas realizações e sucesso, sempre acompanhados de saúde, amor e paz!! tititi da dri

    ResponderEliminar
  4. tenho sim, Ruthia, o Barak - um Cairn terrier, que adotamos no final do ano passado, ele tinha sido abandonado aqui pertinho de casa... se adaptou muito bem no apartamento.. saímos com ele 4 vezes por dia- de manhã cedo, meio dia, lá pelas 5 da tarde e às 8 da noite...como diz o meu filho, o Barak é a minha sombra...kkk onde estou ele está do lado, e se acha gente como nós, só falta falar... bjs e ótimo final de semana
    tititi da dri

    ResponderEliminar
  5. Ruthia, que lindo! Que fotos lindas... hmmmmm e essa mesa com esses atentados? Menina, não faça isso comigo não! Que perdição!!!
    Enquanto por aí tem os bonecos de neve, por aqui estamos fritando os miolos quando saímos e temos que encarar o Astro-Rei. Esse ano no Brasil está absurdamente calor!

    Uma linda semana pra vc, querida!
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Que beleza de viagem,Ruthia! Adorei a carinha do Pedro! Tão radiante! bjs e bom domingo pra vcs!

    ResponderEliminar
  7. Sensacional, querida, deu vontade de conhecer a Serra da Estrela. Feliz 2014!

    ResponderEliminar
  8. Ruthia, quero um pouco de neve! rsss

    Outro dia comi bacalhau feito na churrasqueira, ficou otimo. Contudo, nunca provei javali.


    Sobre o que disse, o meu espírito tem muito mais de cem anos!
    E como Fada, mais de 300! :)

    Beijos

    ResponderEliminar
  9. Que postagem saborosa Ruthia, com ela voce deixou o lobo da estepe aqui com agua na boca.
    Lindo passeio e momentos de pura descontração.
    Grato pela partilha.
    Linda semana a voces.
    Carinhoso abraço amiga.
    Beijo de paz e luz.

    ResponderEliminar
  10. "Aqueles que passam por nós, não vão sós,
    não nos deixam sós.
    Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós." (Antoine de Saint-Exupéry)
    Uma linda e abençoada semana.
    Beijos Marie.

    ResponderEliminar
  11. OI RUTHIA!
    ESTAMOS AQUI NO BRASIL, NO VERÃO ENTÃO VER TODA ESTA NEVE, PARECE IRREAL.
    UM LUGAR DIVINO, PRATOS MARAVILHOSOS E O PEDRINHO É UMA GRAÇA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  12. Ruthia, nada é em vão...
    Gosto de ver suas fotos, são cheias de muitos caprichos.

    Ótima semana para você.

    Abraços

    ResponderEliminar
  13. Amiga, Deus lhe ouça e esse ano seja maravilhoso para minha saúde, obrigada s2
    Que passeio gostoso. Uma vez comi um peixe na tecla na lá na praia do Forte, Bahia e nunca mais me esqueci de tão maravilhoso que estava!!! Agora fiquei curiosa pelo ensopado de javali rs, é bom mesmo?! hihi ^^

    Beijos, Té
    bloglola.com.br

    ResponderEliminar
  14. Oi Ruthia,
    você nos brinda com belas imagens e nos leva a uma viagem encantadora e desbravadora das terras portuguesas. Tudo lindo e gostoso, com certeza! Obrigada pela partilha.
    Que 2014 seja um ano feliz para você e sua família!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  15. Que beleza de passeio! Lugar encantado (nunca estive em local de frio intenso), boa comida, as alegrias do filho... Aqui, estamos passando muito calor, mas gosto. Eu não dispensaria o bacalhau. Que delícia!!!!! Bjs.

    ResponderEliminar
  16. Um linda postagem com imagens blindas
    sem dizer o quanto gostei de casa palavra.
    um abraço feliz semana.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  17. Navegando por entre atalhos, cheguei aqui ao seu blog, para lhe dizer que adorei esta sua publicação.
    Um abraço cá do Algarve
    http://umraiodeluzefezseluz.blogspot.com

    ResponderEliminar
  18. Não faz mal que as fotos sejam do ano passado! ;)
    Descongelada e de volta à chuva, não é? :)
    Bjs

    ResponderEliminar
  19. Querida Ruthia
    Ja todos a perdoaram,perante a magnificencia da sua narrativa e as maravilhosas imagens!
    (Peço desculpa,mas este computador nao coloca acentos.)
    Parabens,porque o seu menino esta muito bonito!
    Gostei de tudo:do texto,das fotografias,da ementa! Tambem gosto muito dessa zona,mas...sou incapaz de la ir no...inverno!
    Beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  20. Hoje, ao ler-te, senti-me em casa. Conheço muito bem a sensação maravilhosa de olhar para a imensidão branca da serra (o meu Natal é passado na Covilhã) e os outros prazeres que o "Clube de Campo" nos dá.
    Beijinho querida Ruthia.

    ResponderEliminar
  21. Que fofo é o Pedrinho! haha

    Amei as fotos! Que lugar mais lindo! Gostaria de um dia conhecer! s2

    Ps: '' As lápides eram para ele como livros e, naquela biblioteca funesta, ele vigorava como um grande leitor.''
    Resenha: À Sombra da Lua - Marcos DeBrito
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/01/as-lapides-eram-para-ele-como-livros-e.html
    Beijos

    ResponderEliminar
  22. Alegre-se a cada nova manhã pense que com um novo dia pode-se começar uma nova vida.
    Mas começar sem medo do que pode vir a acontecer,
    viver um dia de cada vez e sempre olhando para frente, simplesmente começar.
    Tente se basear no exemplo de um simples amanhecer, embora aconteça todas as manhãs,
    são poucas as pessoas que podem testemunhar a beleza que é quando a noite
    a noite termina e vem no horizonte o espetáculo do nascer do Sol.
    Obrigada pelo carinho desejo um abençoado final de semana .
    Beijos ,Evanir..

    ResponderEliminar
  23. Minha amiga, incrível, vim viajar um pouquinho e olha só que lugar mais lindo, nossa amei, também fiquei com água na boca deste bacalhau, mas o mais lindo disto tudo é o sorriso do Pedrinho, que lindo otimista e confiante, beijos e até a próxima viagem, Luconi

    ResponderEliminar
  24. Mas o que vejo ali? Um soberbo bacalhau?!
    Dantes também ia todos os anos à Serra. Tenho de lá 3 mantas bem quentes com carneirinhos ;) Já não vou há meia dúzia de anos, mas espicaçaste-me a vontade! Terá sido a mesa de sobremesas?
    Beijinhos, bom sábado (e desculpa a ausência, mas estou sob uma avalanche de trabalho!)

    ResponderEliminar
  25. Imagens lindíssimas ! Gostei muito .
    Bom Fim de Semana

    ResponderEliminar
  26. Ruthia!
    É uma verdade: a natureza não faz mesmo nada em vão.
    Adoro vir por aqui apreciar as belas paisagens que mostra e dessa vez, a delícia culinária, deu até água na boca. Obrigada!

    Vim agradecer, além da visita feita ao blog, o carinho e a força que suas palavras me deram. Obrigada por me fortificar!!
    Bom final de semana!!
    Luz e paz!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!
    " Da próxima vez que o seu dia começar a desabar, aqui está o que fazer: Mergulhe na graça de Deus. Sature seu dia em Seu amor. Marine sua mente em Sua misericórdia. Ele quitou suas contas, pagou sua dívida.” (Max Lucado).

    ResponderEliminar

«Viajar torna uma pessoa modesta – vê-se como é pequeno o lugar que ocupamos no mundo.» (Gustave Flaubert)

Obrigada por ler as minhas aventuras e ainda gastar um momento para comentar. A sua presença é muito importante para mim. Um abraço e até breve!