A Veneza portuguesa

by - 09:12





Os canais que cortam a cidade de Aveiro podem ser muito úteis na prevenção de inundações mas nós, visitantes, só pensamos no charme que emprestam à cidade, enquanto os percorremos num moliceiro garrido de seu nome Valente.

"Valente porque come muito e vai para onde o mandam", responde o nosso guia ao pequeno explorador. João Fradinho faz as honras da embarcação que um dia transportou moliço para adubar a terra, intercalando as suas explicações com umas vuvuzeladas** para avisar outros navegantes que "estamos aqui". Foi pescador toda a vida até se reformar, há cerca de cinco anos, altura em que trocou um barco de pesca por este turístico, simplesmente para estar perto da água

"Ali vêem algumas belas fachadas de Arte Nova", diz apontando alguns edifícios do início do século XX, em tons pastel, pelos quais já me tinha apaixonado em terra. É também ele que nos chama a atenção para as brejeiras proas dos barcos que aqui circulam - "lembraste da minha gaita?"; "abençoada ventania" (exclama o padre, olhando para a saia levantada de uma mulher); "Eu não quero mais chouriça" - e outras pérolas do género.




O Pedrinho e a prima, estupefactos com os malabarismos do
exuberante pescador da ria de Aveiro.
Cliquem para aumentar e lerem as picantes mensagens das proas.


Ao longo do passeio, constato que Aveiro é uma cidade moderna, que soube promover os edifícios históricos: antigos depósitos de sal acolhem companhias de teatro ou de bailado e a própria Câmara Municipal ocupa uma velha fábrica de cerâmica.

O convento de Jesus, onde a Princesa Santa Joana se refugiu no século XV, foi convertido em Museu e homenageia a sua mais ilustre hóspede. Mas sobre a princesa falaremos noutro post. Porque hoje fomos abençoados com sol, ainda que sopre um vento frio, e portanto vamos aproveitar a luz, a rua, a paisagem.

E a região tem várias alternativas para passear na natureza: há as salinas, o Navio Museu de Santo André (ancorado no Jardim Oudinot, na Gafanha da Nazaré, Ílhavo), a Praia da Barra com o maior farol de Portugal, visitável às quartas-feiras, ou a Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto. Nós escolhemos a amorosa Praia da Costa Nova, a uns meros 10 minutos da cidade,  espremida entre o mar e a ria, com as suas castiças casinhas às riscas. Estes antigos "palheiros" dão um colorido muito bom à paisagem.

Felizmente, as barraquinhas de bolachas americanas estão fechadas, porque o pecado da gula será plenamente satisfeito com ovos moles. Comprados na Aveiro Emotions, com 10% de desconto, porque viajamos nos barcos deles (#ficaadica). 

E por hoje vos deixo, com as imagens de um domingo feliz!





** som da vuvuzela, brinquedo popularizado durante o Mundial da África do Sul e que faz uma barulheira danada.

Passeio de moliceiro: 8€ adulto / 4€ criança





P.S. Ainda vão a tempo de participarem no passatempo de aniversário d'O Berço.
No fim do mês vou sortear dois livros. Saibam tudo aqui.




You May Also Like

14 comentários

  1. Ruthia,
    adorei essa sua postagem. Aveiro é a cidade da minha família: Balreira! Não conheço e só escutava meu avô dizer que os pais deles eram de Aveiro! Muito legal. Fiquei aqui babando nas fotos e na história da cidade! Amei!! Linda mesmo. Um dia vou aí conhecer!
    Beijos
    Adriana

    ResponderEliminar
  2. O meu pai, nativo de Aveiro, poderia aqui dizer o quanto se orgulha da sua cidade encantada e o quanto sente saudades da ria e das ruas da sua infância.
    Quanto a mim, só posso dizer que as viajem através da qual nos guia só pode ser maravilhosa!
    Beijinhos, Ruthia.

    ResponderEliminar
  3. Muito lindo tudo e esse passeio maravilhoso! Estou impressionada com o tamanho do pequeno explorador...Grande, lindo! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deu um pulo de repente, Chica. As calças estão todas curtas...
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Linda a sua Veneza, Ruthia!!!
    Não conheço Aveiro, mas certamente será uma boa pedida na minha próxima viagem a Portugal!
    Obrigada pelas dicas

    Bia <°)))<

    ResponderEliminar
  5. anotado!! mais um lugar para conhecer quado for novamente para Portugal - continuo pensando que será por setembro de 2017. Estavas super protegida com o teu Spider Man!!!! Como ele está lindo, um homenzinho!!
    Adorei fazer este passeio contigo... que lindos os barcos, mesmo com frases 'picantes' são encantadores... e essas casinhas listradas, uma paixão, bem cara de praia mesmo!!
    bjs querida amiga, desejando que a Primavera desponte logo, logo por ai, com suas lindas flores... aqui, o outono já dá sinais, com as noites mais frescas.... como sou mulher de outono, agora começa o meu despertar, florescer... é para mim a melhor época do ano
    bjs
    tititi da dri

    ResponderEliminar
  6. Querida amiga,

    Adorei conhecer um pouco sobre Aveiro e a participação de seu pequeno explorador que está aprendendo com os pais a apreciar tudo que existe de bom ao redor.

    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Conhecendo a Veneza Portuguesa... que fotos lindas!
    Ruthia, um beijo grande pra vc e pra esse explorador mais que querido e lindo!

    ResponderEliminar
  8. É lindo sempre viajar com você por estas maravilhas de localidades, onde você nos dá os detalhes culturais e parece que ja conhecemos. Aqui esta maravilha de Veneza Portuguesa.
    Grato sempre amiga pela generosidade.
    Carinhoso abraço a você e o pequeno desbravador.
    Beijo de paz.

    ResponderEliminar
  9. Como gosto de suas postagens! Eu me atenho aos detalhes que coloca em relevância e que são muito bem escolhidos. Seus olhos captam a importância deles e os passeios que nos proporciona se tornam ricos. Seu filhote cresceu! Aveiro tem um charme especial. Bjs.

    ResponderEliminar
  10. Oi, Ruthia.
    Adorei a arquitetura destacada nas fotos. Eu acho que a conservação dos prédios é um ganho para toda a sociedade, que se beneficia economicamente do turismo e da preservação histórica e cultural. Me causa muita tristeza quando vejo prédios históricos abandonados, aqui em São Paulo são muitos. Adorei as pinturas nas gondolas, muito divertidas e, com certeza, um atrativo a mais no passeio. Mande um beijinho para o pequeno explorador que está lindo na foto.
    A proposito, sou eu sim na foto em meu Blog, o local é o Morro Pelado na Cidade de Águas de Lindoia, SP.
    Tenha um lindo domingo e uma ótima semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  11. Olá, Ruthia (acho o seu nome lindíssimo e invulgar)!

    Já tenho visualizado e lido algumas das suas publicações, que acho muito interessantes, e acima da média, em termos culturais, mas quem viaja, aprende sempre mais. Não as tenho comentado, porque o meu blogue é recente.

    A "Veneza" portuguesa é uma cidade com muita História, mas faz tempo que não a visito.
    Ter um "guia" como João Fradinho, faz toda a diferença, porque nos predispõe, de uma forma graciosa, inteligente e humorística para a viagem, que planeámos.

    O seu filho e a prima estão atonitamente encantados com o jeito natural, o malabarismo físico e mental deste pescador, e o "caso" não é para menos. O seu pequeno Pedro está a acumular uma bagagem com vivências, de fazer inveja a qualquer menino da idade dele, mas, futuramente, isto vai ser-lhe muito útil, aliás, já deve estar a manifestar-se.

    Continue a passear, e vá trazendo, por favor, cultura e informações preciosas para todos os que a leem.

    Bom domingo, esteja em que latitude, longitude e altitude estiver.

    Beijos, com muita estima e apreço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Céu, é muito bom "conhecer" os leitores que me acompanham. Agradeço as suas amáveis palavras e, claro, vou procurá-la na blogosfera.
      Beijinhos e um bom domingo

      Eliminar
  12. Portugal é tão rico de lugares mágicos! Amo!
    Lindas as fotos, minha querida. Gostei especialmente das proas coloridas :)
    O pequeno explorador está a cada dia mais lindo. Parece ter olhos com o mesmo formato que os seus... ;)
    Abraço!

    ResponderEliminar

«Viajar torna uma pessoa modesta – vê-se como é pequeno o lugar que ocupamos no mundo.» (Gustave Flaubert)

Obrigada por ler as minhas aventuras e ainda gastar um momento para comentar. A sua presença é muito importante para mim. Um abraço e até breve!