2015 | o ano em retrospetiva

by - 14:14




É inevitável, não há fim de ano em que não me apanhe imersa em reflexões e auto-indagações. Acerca da vida, de objectivos e viagens, de resoluções de fim de ano que não saíram do mundo esconso das abstrações, dos momentos felizes e dos obstáculos. É uma sensação de ciclo que se fecha e de outro que se abre, brilhante de possibilidades. 

Em boa verdade, a falta de tempo crónica, que a maioria de vocês também sente na pele, não me permite dedicar o tempo que gostaria aO Berço. Há sempre alturas do ano em que se me torna muito difícil viajar ou até escrever e, não poucas vezes, cogito pôr um ponto final a este projecto virtual. Acontece que, nestas ocasiões, há sempre alguém que me dá uma injecção de energia: a última chegou do meu marido (obrigada, querido)

Depois, quando passo algum tempo sem postar, chegam as mensagens carinhosas de amigos e leitores... Muito obrigada a todos os que me acompanham, aos que comentam e aos que lêem em silêncio, aos que criticam porque "não entendem quem anda sempre de um lado para o outro" e aos que viajam nas minhas palavras.


Clicar nos postais, para aumentar.

Agradecimentos  feitos, vamos recordar este ano que finda? Os postais das nossas aventuras, para usar a expressão do Pedrinho, estão prontos e a transbordar de cor.

Os primeiros dias do ano apanharam-nos em Angola, onde a magia de África nos atingiu como um raio, onde nos apaixonamos por elefantes e girafas no seu habitat natural, pelos imponentes embondeiros, pela chuva que troveja.

De regresso ao frio, conhecemos/revimos algumas importantes cidades portuguesas: brindamos com vinho do Porto nas caves da Taylor's, calcorreamos a douta Coimbra, festejamos o aniversário da Casa da Música no Porto, descobrimos a bela cidade de Aveiro e a sua princesa santa.




Em Maio, festejamos o dia da mãe em Espanha, onde conhecemos um lago glaciar e um museu de gigantones, antes de rumarmos a Astorga, onde nos esperava um palácio digno da Disney concebido por Gaudí e muitos peregrinos no seu caminho de fé. No verão, exploramos a capital inglesa em família, tomamos um chá das cinco para lá de original (ainda se lembram do tea bus?), vimos ao vivo as jóias da coroa. Londres brindou-nos com um sol radiante e pouco comum.

Pouco depois, esperava-me uma grande aventura a solo: rumei ao sul da China. Durante pouco mais de duas semanas, pratiquei o meu tímido mandarim em Zhuhai, a cidade da pescadora de pérolas, andei de autocarro sozinha, comi coisas estranhas e deambulei pela província de Guangdong (cheguei à cidade das cabras e à cidade do kung-fu). 

Vi várias faces deste gigante asiático: do seu lado lusitano, em Macau, ao seu sotaque britânico em Hong Kong, onde terminei esta aventura, junto de um maravilhoso Buda. Podem (re)ler todos os textos desta viagem, acedendo ao arquivo (de agosto a outubro) ou clicando na hashtag #China.



Tudo isto foi misturado com alguns programas culturais, tanto ao meu gosto (sobretudo pelo Minho, mas também em Madrid e outros locais), muitos projectos offline e algumas amizades desvirtualizadas, como sejam a doce Madalena do blog A Panificadora Ribeiro, o Carlos Castela (Portugal Notável) e o carioca Jorge Fortunato (Viajando com Jorge Fortunato), que trocou o samba do Carnaval pelas nossas temperaturas gélidas e foi conhecer Guimarães.

Fechando um ciclo perfeito, terminamos este ano feliz novamente em Luanda. No horizonte, espreita 2016 que, desconfio, será igualmente fantástico, se soubermos aproveitar esta energia de renovação. Vamos lá? 





O Berço do Mundo em 2015
- 46 posts
- 3.609 comentários
- 1.936 seguidores no Facebook e 2.058 no Instagram
- poucos livros de ficção lidos por mero prazer, dezenas de obras lidas por obrigação profissional


You May Also Like

22 comentários

  1. Olá, querida Ruthia
    Parabéns por blogar por prazer e amar o que faz!!!
    Bjm natalino

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Grata, querida Marta, pelo apoio e presença constantes. Às vezes, a montanha de tarefas em lista de espera tolhem-nos os movimentos e a vontade.
      Abraço

      Eliminar
  3. A retrospetiva permite concluir que, afinal, apesar da falta de tempo, sempre nos oferece viagens e sonhos :)
    Obrigada, Ruthia! Ainda bem que não põe um ponto final a este espaço. Sentiríamos imensas saudades!
    Venha 2016 e mais aventuras!
    Feliz Ano Novo!
    Desejo-lhe, assim que ao pequeno explorador e restante família, um novo ano cheio de realizações e sucessos.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  4. Eu sou das que lhe sou grata pelas viagens que me tem proporcionado. E que graças a si está culturalmente mais rica.
    Um abraço e dias felizes

    ResponderEliminar
  5. Olá, Ruthia!
    Que delícia vê-la de novo, animada por seu esposo, dá um abraço nele e agradece por nós, que gostamos de suas lindas aventuras, maravilhosamente partilhadas conosco.
    Parabéns pelas atividades em 2015, desejo que 2016 seja pleno de realizações e com muitas alegrias, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderEliminar
  6. Pois é amiga, fizemos belas viagens por aqui e nos inspira a ficar por aqui durante todo o 2016, pois voce estará inspirada em viagens que nos encantam com suas belas descrições e dicas.
    Um Feliz final de ano e que o Novo venha com graça e realizações.
    Obrigado pela companhia amiga.
    Abraços e beijo paz.Tudo de bom para voces.

    ResponderEliminar
  7. Muito obrigada a todos pelos maravilhosos votos e pela amizade que, apesar de virtual, é um consolo para a alma.
    Um abraço a todos os amigos e votos de um ano de 2016 cheio de alegrias e saúde.

    ResponderEliminar
  8. Querida Ruthia
    Uma "sinopse" de fazer inveja! Inveja no bom sentido, é claro :)
    Foi um ano culturalmente muito rico, o qual nos mostraste, documentando com imagens e textos esclarecedores.
    Obrigada por todas as partilhas a que tive acesso (infelizmente nem todas, pelos motivos que conheces)

    Desejo que o Novo Ano que se aproxima a passos largos te traga dias muito felizes, junto de tua linda família.

    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
  9. Lá fora pode haver chuva, vento, pode-se desencadear uma tempestade, relâmpagos e trovões, mas no teu coração sempre brilhará um novo ano. Saudações!
    Que 2016 seja um ano de muita alegria e felicidade em todos os teus 365 dias, 8760 horas, 525600 minutos, 31536000 segundos. Que seja um ano cheio de vida, paz, amor e um pouco de loucura!

    ResponderEliminar

  10. Ruthia,

    eu lhe acompanhei e foi de tirar o folego, seja por tantas jornadas, seja por tanto o que nos mostrar, ensinando atraves de seus relatos e lentes.

    Eu desejo a voce, sua familia, um 2016 abençoado.

    Aguardo suas novidades,

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. A melhor saída é seguir em frente com motivação.
    Feliz Ano Novo
    AG

    ResponderEliminar
  12. Ruthia,
    Adoro o seu cantinho e nem por brincadeira queira acabar com ele. Também sofro com a falta de tempo para dedicar ao blog, mas é tão bom vim aqui e viajar junto com vocês. Adoro suas viagens. E que 2016 venham mais e mais viagens maravilhosas.
    Beijos grandes
    Adriana

    ResponderEliminar
  13. Cara Ruthia

    Muito obrigada por esta retrospectiva. Hei-de voltar para ler os posts das viagens anteriores à minha adesão como leitora aO Berço do Mundo.

    Digo-lhe uma coisa do fundo do coração: se deixasse de expressar aqui as suas impressões de viagem, e da forma maravilhosa como o faz, iríamos ficar muito mais pobres.

    Desejo-lhe um Ano de 2016 plena de satisfação, muitas viagens e muito amor.

    Beijinhos
    Olinda

    ResponderEliminar
  14. Feliz 2016 e obrigadão por tuuuuudo! bjs, chica

    ResponderEliminar
  15. Um balanço muito interessante, a suscitar grandes expectativas para 2016.
    Que nunca te doam os pés de tanto andar(ilhar), Ruthia!

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  16. Isso é que foi um ano em cheio!!!
    A mim acontece-me, quando fico muito tempo sem postar, o blogue começar a deixar de ter sentido.
    P.S.1 Doce Madalena é uma alusão à quantidade de doces que eu como, minha docinha? :)
    P.S.2 Já estás por cá?
    Beijinhos e um grandioso 2016!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei a quantidade de doces que comes, mas a quantidade de doces que fazes vê-se bem no blog. Sim, já estou de regresso que as aulas já recomeçaram.
      Beijinhos, bom ano!

      Eliminar
  17. Boas recordações Ruthia...
    Tomara que em 2016 você tenha muito mais aventuras e viagens igualmente incríveis!!!

    Beijinhos <°(((<

    Bia

    ResponderEliminar
  18. O que nos faz amigos é essa capacidade de sermos muitos, mesmo quando somos dois.
    Pe. Fábio de Melo
    Obrigada querida por compartilhar comigo 3 anos do Algodão Tão Doce!!!
    Um doce abraço, Marie.

    ResponderEliminar
  19. Boa tarde, guardar e recordar todos os bons momentos vividos em 2015, bem...agora é viver com felicidade os melhores de 2016.
    AG

    ResponderEliminar
  20. amada amiga... que 2016 seja um ano cheio de novas emoções, muitos voos, alegrias, novas conquistas, saúde, amor e paz.. e que venham muitos e muitos posts!! bjs

    ResponderEliminar

«Viajar torna uma pessoa modesta – vê-se como é pequeno o lugar que ocupamos no mundo.» (Gustave Flaubert)

Obrigada por ler as minhas aventuras e ainda gastar um momento para comentar. A sua presença é muito importante para mim. Um abraço e até breve!